quinta-feira, 24 de abril de 2014

sazonal [assim espero]

minha ausência não é branca
não é branda
nem me amanha; me acompanha
e me acanha.
sinto-a, ressinto-a,
lastimo-a, Carlos,
Fabrícios, Marcos;
todos, tão meus caros...




9 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Rafaela,

Bonita cadência, e rimas internas.

=)
Marcos

Marcos Satoru Kawanami disse...

SUNETTO CRASSICO

Sette anno di pastore, Giacó servia Labó,
Padre da Raffaela, serrana bella,
Ma non servia o pai, che illo non era trouxa nó!
Servia a Raffaela p'ra si gazá c'oella.

I os dia, na speranza di un dia só,
Apassava spiano na gianella;
Ma o páio, fugino da gombinaçó,
Deu a Lia inveiz da Raffaela.

Quano o Giacó adiscobri o ingano,
E che tigna gaido na sparrella,
Ficô c'um brutto d'um garó di arara,

I incominció di servi otros sette anno
Dizeno: Si o Labó non fossi o pai d'ella
Io pigava elli i li quibrava a gara.


Juó Bananére



.

Lê Fernand's disse...

um pouco de ti em nós... em nenhum.

Rafaela Figueiredo disse...

Marcos, querido,
to com teu livro na bolsa agora, isto é, dedicando-lhe a leitura que merece! :)

um beijo grato por tudo

.

lembrou-me dos tribalistas. não sei bem por quê...

abraço
volte sempre q quiser

Fabrício César Franco disse...

Eita, poetisa!!!

Fui citado, nominalmente, num poema seu! Que honra! E fico até envergonhado de só vê-lo agora, passado alguns dias (esta vida que nos consome o prazer de coisas mais importantes!).

Beijo, grande!, com carinho.

Rafaela Figueiredo disse...

acho bonito o gesto de vir aqui, apesar do tudo! :)
eis a admiração que nos move...

beijo, poeta!

Anderson Lopes disse...

Acho fantástica a forma como você usa os grandes poetas para falar de si em sua grande poesia!
Um abraço!

Rafaela Figueiredo disse...

Anderson,
de modo que acho fantásticas as tuas composições, estamos pares.

abraço grato

Fabiano Silmes disse...

Gosto de ver como as palavras dançam num poema...O teu é música leve, cadenciada..Uma valsa enaltecida pelos versos...


Evoé!