segunda-feira, 26 de maio de 2014

Prece

Não há nome
pro Silêncio
nem um apelido
com que possa
invocá-lo;
porque eu não tenho
a palavra
então me calo
paratodoosempre [?]
na mudez
dos meus sinais...

10 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

é, a linguagem não-verbal é importante. isso me atrapalha, porque quase só entendo o que é verbalizado ou dito textualmente.

mas é a prece do Silêncio a sincera.

o que tu escreveste me lembrou uma canção caipira que diz: "como eu não sei rezar, só queria mostrar meu olhar, meu olhar, meu olhar". esta canção:


ROMARIA

É de sonho e de pó
O destino de um só
Feito eu perdido em pensamentos
sobre o meu cavalo
É de laço e de nó
de gibeira o jiló
dessa vida cumprida a só

Sou caipira, Pirapora Nossa Senhora de Aparecida
que Ilumina a mina escura e funda
o trem da minha vida
Sou caipira, Pirapora Nossa Senhora de Aparecida
que Ilumina a mina escura e funda
o trem da minha vida

O meu pai foi peão
Minha mãe solidão
Meus irmãos perderam-se na vida
A custa de aventuras
Descasei, joguei, investi, desisti
se há sorte, não sei, nunca vi

Me disseram porém
se eu viesse aqui
pra pedir de romaria em prece
paz nos desaventos
como eu não sei rezar
só queria mostrar
meu olhar, meu olhar, meu olhar


;*

Rafaela Figueiredo disse...

beijo grato, Poeta!

Fabrício César Franco disse...

Rafaela, poetisa...

... Que o silêncio perdure na brevidade exata necessária para que as palavras se agrupem no sentido que você precisa fazer delas...

Aguardo, não sem um pouco de aflição...

Um beijo!

Rafaela Figueiredo disse...

que a Poesia te ouça, poeta Franco.

um beijo grato

Marcos Satoru Kawanami disse...

"paratodoosempre [?]"

não, né?

:-)

Rafaela Figueiredo disse...

meu caro,
tb espero q não.
parece q o relógio tá acelerado. e muito! e tanta coisa a fazer...
:|

beijo

Fabiano Silmes disse...

Não sei se prece ou instante, mas o seu poema me trouxe um conforto enorme...Gostei muito!

Jéssica do Vale disse...

Por que a visita aqui
será sempre boa!

Lindo, lindo!

ticoético disse...

Acho que é no fundo "blefe de poeta" ,mas como se trata de tempo x espaço,merece um pouco de atenção esta questão.

Abraço,querida !

Rafaela Figueiredo disse...

sentindo muito não estar disponível e ausente daqui e de tantos espaços de q gosto demais... :(

beijos aos caros