quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

noite sem poesia


o relógio tamborila
os dedos dentro do tédio escuro;
as estrelas marcam anos-luz
por trás das nuvens;
a vida penumbra
a azáfama dos pirilampos;
a palavra é nau que ancora
no mistério do [uni]verso.

e o poeta ouve,
sente,
enxerga...
e nada.

8 comentários:

Fabrício Franco disse...

Mas que águas luminosas essas! Sua singradura seja feita no balouçar cadenciado da poesia, que essa "nau que ancora no mistério do" verso nos leva, prazeirosamente, só para boas praias.

Lindo!

Meu beijo!

Tê disse...

Que linda! E eu sigo nadando tbm.
Bks, Rafa

Linguagem e Poesia - Bruno de Andrade disse...

Quero compartilhar contigo, amiga, desse gosto pela linguagem, da consciência de sua função construtiva. Sim, a linguagem, que saibam todos, (re)constrói realidades, estrutura nossas experiências de mundo, forja universos, permite o pensamento. A poesia é um testemunho disso. Aguçando nossa sensibilidade, provoca-nos o entendimento, remodelando, reconstruindo nossas formas de ver o mundo. O que é a realidade, senão uma construção através de significados? E mesmo esse existir mergulhado no tédio é capaz de trazer à alma o sabor da poesia, o seu valor. Uma noite sem poesia é uma outra noite, banal, provisória... é seu desalento que experimentamos nestes versos... a noite é segundo a dizemos.. o mundo é segundo as palavras que o dizem, o reconstroem. Do seu tédio jorra todo um imenso sentir que nos torna plenos, inundados.

Que seja assim sempre sua poesia: repleta, cheia, viva!

Beijos!

Jéssica do Vale disse...

Noite sem poesia?
Então traga-me doses do que tiver, aquele velho cigarro e a canção que desejar ouvir - a poesia será nós.


Eis que da sugestão,
aceitei ler, e
me encantei!
Abraço.

Rafaela Figueiredo disse...

poeta,
que a poesia sempre nos leve - ou lave...

beijo

.

isso, T!
nademos! ;)

beso

.

amigolindo,
é de palavras que somos feitos, até mesmo os sentidos.
que bom este poder - ainda que submetidos a elas sempre sejamos.

beijão

.

a poesia será nós...
bonito isto!
assim sejamos por inteiro - frente e verso.

beijo grato à visita.
volte; venha; leia quando quiser! :)

Talita Prates disse...

tão linda, sagaz, poeta, gênia...

amo tanto!

Li.

Talita Prates disse...

Florinha, um pedido:

Como mudei o domínio do meu blog para http://www.historiadaminhaalma.com.br/, gostaria de lhe pedir que atualizasse esse endereço no rol dos blogs elencados e indicados no seu blog.

(L)!

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

amada!

tá feito! ;)

beijobeijo