sexta-feira, 18 de maio de 2012

de posse-e-dom

passeios em pro
fundos
mares - nossos -
podem surpreender
com inusitada transparência:
coisas já há muito
naufragadas e esquecidas
mostram nexo
e função
em meio à [con]fusão
de águas, algas...
como foto-grafia revelada
de si para si
- insight a invadir o escuro
d’alma...

6 comentários:

Fabrício Franco disse...

Mas há dias em que é preciso limpar o aquário, trocar a água, mover os objetos de lugar - até mesmo para o todo fazer (mais) sentido.

Meu abraço!

AquilesMarchel disse...

sob imensa inspiração!!!

o titulo me enganou
ou nao liguei ao contexto

Fred Caju disse...

Que demais moça! Título convidativo.

Rafaela Gomes Figueiredo disse...

sim, exatamente, caro!
afinal, a água é movimento, não é?

beijos

.

o título é uma brincadeira, q só remete à temática geral - mar - e faz uma exigência a quem se atreve a navegar: 'a coragem é uma fagulha/quem tem medo não mergulha...' ;)

beijo

.

que as águas sempre nos convidem/conduzam a grandes viagens!

beijos

Jéssica do Vale disse...

Possamos dizer que,
todos nós, somos um mar.

Linguagem e Poesia - Bruno de Andrade disse...

Minha poetisa simbólista, simbólica, com símbolos reconstruindo mundos! Que maravilha essa arquitetura profunda de versos! Consigo ver a representação da autoconsiência, mas também do inconsciente imediatamente inacessível à consciência subjetiva. Ou não é o inconsciente onde o sentido se codifica, a chave para a compreensão da complexidade do sentido que nos está velada. Lá, os nexos ignorados são trazidos à tona. O inconsciente é esse oceano imenso onde nossas vivências deixam marcas, pegadas que determinam toda nossa vida consciente. Toda alma esconde um escuro. E você traz esse escuro à claridade de nossos pensamentos. Permirtir-nos pensá-lo aqui é o verdadeiro milagre que você opera.

Adoro isso tudo aqui!
Beijos carinhosos!
Minha admiração pelo seu talento sempre!