segunda-feira, 4 de abril de 2011

Geometria de amor




Tenho um amor

que, de tão fresco, apanha

hieróglifos de vento

e sopra, em bocas

de suspiros simultâneos de segredos

partilhados, mil sorrisos;


tenho um amor

de vidro opaco, desfazendo-se

[partido] há tantos

anos panos planos

[corroídos];


tenho um amor ensanguentado:

drenado, drácula, dramático

- um fino fio desatado

em gotas álgidas de vida;


tenho um amor

de carne e osso, e ombros prestes,

que nem um delicado algodoal

ousara ser;

que a mim, de mim, não pede nada

apenas é;


tenho um amor

asas de beija-flor, entre a véspera e a saudade;



tenho um amor

célula-tronco - de umbigo

seco, brotando em uma gaveta;


tenho um amor

sessão da tarde; escapulido

num bocejo que um trem

das cinco; um barco para algures

deportou;


tenho um amor

casquinha seca de ferida

em meu joelho de menina;


tenho um amor

anúncio de jornal barato!

[PÁGINA INTEIRA];


tenho um amor

de porcelana, pólen à brisa,

recém-nascido,

pétala de apenas bem-me-quer;


tenho um amor

que não se explica

- tal [dis]léxico;


tenho um amor

assim, que nunca conheci,

entanto sempre houve em mim.


Amor dodecaedro

"pr'além de toda matéria esparsa em números".¹




¹verso de Drummond [adaptado] - poema 'Escada'.

6 comentários:

ticoético disse...

Este até que lhe cai bem,foi tão múltiplo e singular que transborda humanidade,sabendo que somos imperfeitos e tão bonitos pelo mesmo motivo,eu lhe aplaudo.

abraço !

Edson Souza disse...

Quem é esse amor, que nasceu com uma pele macia e bronzeada no calor da paixão, que me faz sentir desejos? Quem é esse amor?
Quem é esse amor, que o número 3 que faz de mim 1 só homem, escolhe-me entre 9 e do 8 vai ao 7 para tornar-me o seu escravo do prazer?Quem é esse amor?
Quem é esse amor, chegando até a mim insinuante naquele lindo mês de março, mostras a mim a linda mulher que se tornou?Quem é esse amor?
Quem é esse amor, que com seus beijos molhados que me faz mergulhar fundo, mergulhando em teus sonhos, que são cheio de ternura?Quem é esse amor?
Quem é esse amor, com essa fome de leão me prende com suas garras e queres saciar sua fome, demorando-me?Quem é esse amor?
Quem é esse amor, que me beija com palavras poéticas e sussurros e faz arrepiar com delírios avaliadores no meu intimo?Quem é esse amor?
Ahh, como eu gostaria de saber.

Só perguntando à linda e bela Rafaela

Poderei saber...

De quem será esse amor?

Bom sábado pra ti.

Rafaela G. Figueiredo disse...

pedacinho de amor meu,
adoro vc por aqui!

beijobeijo

.

Edson,
q bonito o texto!
bom de pensar. =)
responder é um caso à parte... mas o amor, esse mesmo tão plural, é tudo isso e mais um pouco.
o meu, no momento, é "pétalas de apenas bem-me-quer"... [apaixonada mode on!]

abraços! e bem vindo aqui!

Cy Lopes disse...

Rafa,
sumi, fiquei doente, sumi, estou boa, fiquei quieta, fiquei triste, fiquei mal. Sumi de mim também, fique certa. Sumi de muitas coisas singulares e imprescindíveis. Mas precisei voltar (pois sempre precisamos voltar, enquanto tudo ainda estiver por aqui).
Me desculpe a ausência. (terei que pedir desculpas a cada um dos poucos - mas caros - amigos virtuais do blog).
Espero que você esteja bem. Eu estou bem. Estou colocando a leitura em dia. Vou comentando aos poucos, vendo as novidades e aparecendo aqui e ali.
Apareça lá, se puder, e se puder me perdoar a ausência. Mudei de espaço, estou publicando, aos poucos, uma peça que escrevi.
paraomeubem.blogspot.com (novo link).
beijos, se cuida, fique bem e continue escrevendo lindamente e sendo lindamente, tá?
Cynthia

Talita Prates disse...

PQP!
PQP PQP PQP!
PQP! (! = fatorial)

Que isso, florinha?!
Estou passada.
Nem vou escrever mais.
Não sei o que dizer.
Só que... você é FODA,
e eu te amo.

(L)i.

Rafaela G. Figueiredo disse...

Cy, querida,
tá perdoada, em nome do pai-filho-e-espírito-santo-amém! rs

=*

.

pqp, amora! haha
vc q é (L)inda!

beijo