sexta-feira, 18 de março de 2011

O código da pálpebra



Assisti ao sensacional "Le Scaphandre et le Papillon", uma metanarrativa sobre um homem, Jean-Dominique Bauby, que escrevera um livro [homônimo do filme] durante os 15 meses que passara em um hospital: vítima de uma paralisia física total, conhecida como Síndrome Locked-In.

Mas como ele pôde escrever tal livro é a pergunta iminente. Jean-Do, com a ajuda de Claude Mendibil [sua 'intérprete'], transmitiu cada palavra - letra por letra - usando apenas o olho esquerdo [que era tudo o que ele podia mover]. Como? Um alfabeto de ordem decrescente de utilização na língua francesa fora o instrumento possibilitador de tal comunicação.
Assim, Claude soletrava-lhe e, com uma piscadela, o admirável paciente confirmava a letra desejada. Quando fechava o olho por alguns segundos, significava o fim de uma sentença ou parágrafo. Duas piscadelas também enunciavam quando necessário: era um 'não'.

É ou não para morrer de chorar?!

Apesar de uma condição, por muitos [e, por algum tempo, até por ele próprio], considerada vegetal, Jean torna-se o mais puro significado de viver. O escafandro [associado à prisão de sua doença] e a borboleta [ao seu pensamento - única liberdade] são, pois, o inexorável sentido da vida: a viagem interior, o mergulho em nós mesmos somado ao voo da imaginação, sob a redentora faculdade da razão.



*Jean-Do faleceu poucos dias após a conclusão de seu livro.


.

13 comentários:

ticoético disse...

Que lindo,não conhecia esta história,mas ouvi falar de algo parecido em um email que me mandaram,lá,em uma das reportagens do fantástico,falava-se de um pai que levava o filho com paralisia cerebral para correr em diversas provas,marotonas e tals...o garoto se comunicava com o pai através de um sistema parecido,só que o "intérprete" em questão era um computador que lia os movimentos dos olhos do menino,enfim,só pra constar,mas gostei bastante deste post.
abraço,querida !

ps:onde estão seus versos?

Rafaela G. Figueiredo disse...

amado,
a história é linda mesmo! digna de um tapa na cara, seguido de um: 'agora toma vergonha e aproveita a tua vida, pq tens tudo para isso!'.
[to seguindo o conselho! rs]

*ando com constipação poética! conhece?
logo melhora. ;)

beijão

Cibele disse...

Mas essa minha amiga tá mais cinéfila do que eu! Oo

Enfim, o filme é emocionante mesmo. Uma prova do quanto a consciência é um dom maravilhoso, sabiamente aproveitado por uma pessoa em decadência física, né? Esse filme/livro é praticamente um testamento da fragilidade humana. Super recomendo!

Beijos e saudade!

Rafaela G. Figueiredo disse...

:)
cada fase uma fase!
tô curtindo essa.

e me admira... vc ter gostado desse filme: insensível q é!
hahaha

(L)
beijo

Cibele disse...

Hey, eu não sou insensível só pq acho poesia chata, né?! ¬¬

Eu gosto de animais, crianças, flores, música, o cantar dos pássaros, a beleza da vida...(a quem estou querendo enganar, né?! Ok, vc venceu)

Beijo =**

Renata de Aragão Lopes disse...

Assisti a este filme no cinema
e adoraria revê-lo em casa.

Fantástico!


Beijo,
Doce de Lira

Rafaela G. Figueiredo disse...

oi, Rê,
o filme é dessas obras pra se ter em casa mesmo!
logo que vi na tv, precisei comprar o dvd.
agora só falta o livro! =)

obrigada pela visita.

beijos

Edson Souza disse...

'Agora toma vergonha e aproveita a tua vida, pq tens tudo para isso!'.
[to seguindo o conselho! rs]"
Eu ri do que vc escreveu pro Allan. hehehe

Tem certas situações de pessoas que nos deixa de queixo caído pela superação.
Em um caso recente que eu assistir, foi de um homem(boa aparência o rostodo rapaz), mas não tem as duas pernas e nem os dois braços (complicado isso, né?)
Ele em seu testemunho, superou suas deficiências através da fé no filho de Deus, Jesus para superar tantas indagações e pontos de interrogações que se seguia e sua trajetória de vida.
Uma historia comovente, pena que não lembro o nome do vídeo e nem o nome dele. (tenho que pesquisar aqui)

Mudando de assunto.

Gostei do seu jeito de se expressar com as palavras.
Sabe como é aquela citação bem conhecida.
“A primeira impressão é a que fica”
Essa foi à impressão que ficou gravada em mim nesse seu comentário para o Allan que passei a conhecer essa linda mulher.
“Ai, que delícia!!”
”Gosto muito desse misto luxurioso/amoroso/metafísico/florístico! =)
q vc explorou com maestria!”

Hum!Transmitiu bastante prazer, apesar de não te sido pra mim.hehehe

Por isso estou querendo conhecer essa linda carioca e alimentar-me dessa alma encantadora, de uma linda poetisa. ;)

Espero que o Tico não seja ciumento e que ele me perdoe, pq vou roubar essa poetisa dele. Hahahahh

Ps. Depois vou querer entender sobre aquela frase do "bem-me-quer"... ;)

Um bom fim de semana pra vc, amore mio.

Edson Souza disse...

Opa!Voltei! \0/
E náo é que achei o vídeo que eu mencionei pra vc.

O nome dele é Nick Vujicic

http://www.youtube.com/watch?v=HYV1eb4Ov10

É um exemplo de superação.

Vale apena assistir.

Para refletir e analisar que não sofremos nada comparados a outras pessoas, que apesar de suas limitações.Aceitaram a sua situação, sua condição limitada com muita coragem.

Tenha uma boa noite Rafaela.

Rafaela G. Figueiredo disse...

hahahaha

Edson,
o tico é um amigo querido! =)
com certeza, não vai se incomodar...

sobre o bem-me-quer... apaixonadíssima, feliz e amando muito!

e desejo o mesmo!

ah, recebi, certa vez, esse video por email. chorei horrores! é um exemplo mesmo...

brigada pela lembrança.

abraço

Layla disse...

Acredita que eu estava acompanhando o especial cinema francês no telecine cult e ontem encerrou com esse filme? Já tinha visto antes, mas precisava assistir de novo... não sei se teria essa força de vontade para viver.

Ps.: A montagem do filme é ótima, adoro essa câmera representando o que ele vê.

Bjs

Rafaela G. Figueiredo disse...

mas como tava tendo este especial e ngm me falou???
rs
poxa, pena q eu não soube. quase não tenho visto mais tv.. =/

*tb achei sensacional esse lance da câmera!
deu até vontade de rever... *-*

beijo, querida

aline naomi disse...

Ótimo o seu texto sobre "O escafandro e a borboleta", Rafaela!