domingo, 2 de maio de 2010

"Ruff!"




Eu, que – no fundo, no fundo tenho alma de Policarpo Quaresma – nunca gostei muito de música [ou qualquer coisa] americana. Encontro-me, no entanto, atualmente, “falling in love” by “The Fall”, de Norah Jones – playlist das manhãs, tardes, noites e madrugadas.
O cd, lançado em meados do ano passado, caiu sobre mim junto às águas de março deste. [A quem sou grata desta vez é outra maisquequerida amiga, Tati, que mo dera de presente de aniversário.] De cara, perguntei-me o que os cãezinhos fofíssimos da capa, contracapa e pôster [que AMEI!] teriam a ver com a história! Mas o que fazer com um cd senão ouvi-lo, né? Foi aí que descobri...
As 13 [!] faixas, de autorias da própria Norah, sendo 5 em parcerias, trazem [além de um acréscimo significativo de cordas às teclas, características da cantora] melodias ultrarromânticas [eca! eca pra nova ortografia, claro!], nas quais variáveis situações, perpassadas em cenários americanos [ohh!] – como Manhattan, Brooklyn, Washington Street – carregam discursos que vão das “dores de cotovelo” [Even though, I wouldn’t need you, Waiting, You’ve ruined me¹...] à famosa “volta por cima” – como Tell yer mama, Stuck, Man of the hour...
Nesta última [a piano e voz apenas], que é também a última faixa do disco, a cantora ‘narra’ a sua escolha entre 2 homens, em favor daquele que não há de mandar-lhe flores [: estas morrem mesmo]; daquele que não discute [: sequer fala]; e que nunca, pois, a fará chorar: o homem de uma horinha só.
De ouvidos atentos, no final da canção, a revelação [epifania – explosão!]: um latido! ‘Tava lá a explicação: 13 faixas = 13 homens = 13 cachorros².




¹the best ever!!!
²sim, eu tive o trabalho de contar!

*os homens que me leem são exceções, eu sei! =)

9 comentários:

Marcelo Novaes disse...

Rafaela,



Au au!


Eu vou conferir. Gosto da Norah. E, depois dessa, "te tolero".



Mas te tolero beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeemmmmmm. Com graaaaaaaaaaaaaaaaaaaaande facilidade.


;)





Beijo.

Wall disse...

Engraçado, Rafa!
Pareço com aquele homem "que não há de mandar flores; que não discute [: sequer fala]; e que nunca, pois, a fará chorar"! Contudo, procuro dedicar-me 24 horas.
Gostei da pesquisa musical! A Norah é demais! Passamos dias e dias deixando repetir seu CD.
Será que eu poderia fazer parte das exceções?...
Beijo!
Wall

Tatiana disse...

Amiga adorei a explicação sobre o cd...Ainda não tive a tempo de ouvir...rsrs

marjoriebier disse...

Não gosto dela, mas gosto muitomaisquemuito de ti, Rafita amada!!!

beijos

Rafa disse...

hahaha
queridezas (celo e wall),
the post is a joke!
os sugestivos 13 são brincadeira.. o 'homem' de q ela fala na última música, por ex, é o cachorro dela - q ela preferiu a um dos 2 homens! =)
a conclusão besta é q e minha. rs
mas agradeço a tolerância! ^^

beijobeijo

*wall, eu sei q vc é modesto! ;)

.

tatiana: és uma cara-de-pau!!! =P
rsrs

(L)

.

amoramor!
q digo mais a ti?!
redundância, hipérbole... do fundo!

beijoo

sopro, vento, ventania disse...

Rafinha,
mal conheço, mas fiquei a fim de conhecer.
aliás, não tenho conhecido muito das coisas novas nem das boas novas, mas vale lembrar que é bom parar pra ouvir e pensar.
você está bem? obrigada pelas msgs. eu cheguei quase agora, cansada demais, comi macarrão, tomei banho, dei banho angela, respondi email trabalho, caindo de sono, sono, sono... vi msg, obrigada pelo carinho. se cuida.
um beijo grande
Cynthia

sopro, vento, ventania disse...

Rafinha,
pra dizer que amo você por tudo o que você é, mas ainda mais porque você não deixa que eu me esqueça de mim, e mais ainda porque você não deixa ninguém (de quem você gosta) se esqueça que existe e que precisa respirar.
Rafinha, tira o 'f' e vira Rainha, que és, aí, nesse olhar singelo de quem vive como anjo, e nem se dá conta, fazendo tantos olhares menos vazios.
Um beijo, minha linda, FELIZ DIA DAS MÃES, dá um beijo na sua mãe e os parabéns por ter ajudado você a ser essa criaturinha linda e repleta de asas para voar (rumo aos seus sonhos) e para sobrevoar outros anjos perdidos e caídos que pensam em abandonar (os sonhos).
Cynthia

Rafaela Figueiredo disse...

Cy, minha flor,
não sei q dom vc tem de tanta luz, mas sei q sou imensamente grata por iluminar a minha vida, desse jeito lindo...
deixo um beijo igual a vc!
e diga ao ouvido da pequena Angela e da maior, Bárbara, assim:
a rafaela disse q vcs são umas meninas muitíssimo sortudas e q se anjos existem mesmo, não é ela q é, mas a mãe de vcs!
e aí, complete: ah, essa sou eu! ^^

beijobeijo

sopro, vento, ventania disse...

Querida, se couber mais amor aí nesse seu coração imenso, fica com mais um pouquinho meu pra você.
Eu não sou nada disso, não. Sou só imensamente feliz por ter algumas pessoas especiais como você por perto. Somente nessa hora é que acho que sou, verdadeiramente, merecedora de algo de bom: por vocês terem a generosidade de dividir, ainda que minimamente (pela falta de tempo, pela distância...) o caminhar comigo.
beijão,
Cynthia