quinta-feira, 1 de abril de 2010

2 medidas [II]

EU ainda quero você. Sim! Mas, olha, vamos fazer diferente agora? Entre nós não há poesia: nossa comunicação não conjuga meios-termos. Me confundo toda com pronomes quando lhe falo, por exemplo – não existe um tratamento; próclises, mesóclises e ênclises não têm relevância alguma: minha língua não precisa de regências – só da sua! Você (só) sabe a minha tecla SAP. E, ainda assim, repare, insisto: falo mil linguagens e bobagens. Deixa as minhas falas, (des)coordenadas, se subordinarem à sua boca... adjetiva restritiva reduzida infinitivamente à minha. Deixa eu te puxar pela gravata (que adoro, acetinada, sempre a combinar com a camiseta de malha, por debaixo da camisa social alinhada); deixa eu arrancar teu paletó, em advérbio de-va-gar; me vestir, depois, com ele. Não, não toque ainda em nada! Nosso gosto em língua orelha peito, só... só desse jeito. Deixa eu lhe tirar o cinto preto e, no maior clichê, bater de leve em sua face imberbe. Deixa, no teu abdômen, seco, eu beber o – derramado sem nenhum cuidado – vinho tinto que você comprou, há pouco, no mercado. Mas continue aí deitado. Sabia que o botão da sua calça está gelado? E estas meias? Ora, tire, tire-as! Você veio ao mundo, agora, (só) para mim... Shhh, não fale nada. Deixa que apenas seja a minha voz a distinguir os vocativos de você. Só não deixa, no entanto, que, de hoje em diante, eu diga ainda que TE AMO.

9 comentários:

Marcelo Novaes disse...

Rafaela,



Luxuoso.



;)






Beijo.

Rafaela Figueiredo disse...

ou luxurioso (?)...

=)

beso

Wall disse...

Caliente, hein!

ticoético disse...

Luxurioso é uma palavra,eu diria provocante e extremamente gostoso,o momento,os corpos lá,e a vontade os dominando,enfim,bela.
abraço !
ps:obrigado sempre por ser,ando também com saudades...

marjoriebier disse...

ADOOOOORRREEEEIIIIII!!!!!

Tu te puxa, mulher!!!!

E o que é isso??? "minha língua não precisa de regências – só da sua!"

DEUSA!

Lóviu more!

Rafa disse...

1 2 3 beijos ternurosos [!] nos meus amigos carinhosos!

amo!

Talita Prates disse...

ora, ora,
o que temos por aqui

: poema luxuoso luxurioso
a-poético
a-sintático
com "leves" traços sádicos (hehe).

Ai que eu adorei! Haha, bom demais!

E o fim, que re-vira-volta?!

Gênia, meu bjo!

AMO.
SAUDADONA!

Tatá.

sopro, vento, ventania disse...

in-te-li-gen-tér-ri-ma!!!!!!!!!
você é um gênio!

e a maneira de começar e terminar?!?!
EU (lá no início)
não deixe que eu diga ainda que
TE AMO (lá no fim)

Fantástico!

ps: espero, também, que você esteja bem e com tudo em ordem, apesar do caos urbano. Fiquei aliviada com sua msg.

bjs.
Cynthia

Rafaela Figueiredo disse...

hahaha
leves traços sádicos foi ótimo, florinha! ^_^

*by the way: acho q 'alguém' andou passando por aqui. dps te conto!...

beso

.

cy da minha vida,
4 pessoas já me chamaram de gênio: vcs duas, minha mãe e outra amiga.
não conta: são todas lindas! =P

beijobeijo